Fashion Revolution Week: Quem faz minhas roupas?

24.4.17


De onde vem as suas roupas? Como elas são feitas? Quem as faz? Você já parou para se perguntar sobre isso? A Fashion Revolution Week está aí para te fazer pensar mais sobre o processo de desenvolvimento das roupas em geral.

O movimento Fashion Revolution foi criado por um conselho global de líderes da indústria da moda sustentável, que se uniram depois do desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, no dia 24 de abril de 2013, que deixou 1.133 mortos e 2.500 feridos, os quais estavam trabalhando na confecção de roupas de grife de diversas marcas em condições de trabalho semelhantes à escravos. Com o intuito de aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo, a campanha mostra que é possível mudar e transformar a moda num futuro mais sustentável, criando também maior transparência no elo consumidor x fornecedor.


A moda possui grande impacto e proporção no mundo todo, sendo influente e ditadora de regras. Orsola de Castro, co-fundadora do movimento diz: “Nós queremos que você pergunte: ‘Quem Fez Minhas Roupas?’. Essa ação irá incentivar as pessoas a imaginarem o “fio condutor” do vestuário, passando pelo costureiro até chegar no agricultor que cultivou o algodão que dá origem aos tecidos. Esperamos que o Fashion Revolution Day inicie um processo de descoberta, aumentando a conscientização sobre o fato de que a compra é apenas o último passo de uma longa jornada que envolve centenas de pessoas, realçando a força de trabalho invisível por trás das roupas que vestimos”.


De hoje, 24 de abril, a 30 de abril, mais de 90 países se unem para celebrar e aderir ao movimento Fashion Revolution Week. Com palestras, eventos e atividades reunindo estudantes de moda, lojistas, empresários e público em geral, o movimento se espalhou em todo o Brasil e, aqui no Estado, entre os dias 24 e 29 de abril você pode conferir de perto tudo em Porto Alegre, no Santander Cultural, localizado no Centro Histórico. Na manhã do dia 24, as estátuas mais populares da capital gaúcha amanheceram vestindo ‘’roupas’’ aderindo a campanha também: 

Divulgação Fashion Evento Revolution POA


Pela internet você também pode participar: basta tirar uma foto com uma peça de roupa do lado avesso e postar em suas redes sociais perguntando à marca: "#quemfezminhasroupas"? 

Use também as hashtags #fashionrevolution 

Bora aderir a esse movimento também? 💜

Comente com o Facebook:

Temos 3 comentários :)

  1. Eu assisti uma palestra, um debate na verdade entre alguns profissionais da moda, lá na minha faculdade. Foi até legal. Ainda vou postar a minha foto com a #quemfezminhasroupas?. Estou adorando o movimento.
    Beijo,
    Mundo perdido da Carol
    Ajude a responder a Pesquisa de Público
    Fan Page
    Instagram

    ResponderExcluir
  2. Achei incrível esse movimento. Eu nem sabia desse acidente que você comentou que ocorreu em 2013. Adoro quando usam a moda para um movimento legal.
    Beijos

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para comentar!
Críticas, sugestões e elogios são bem-vindos, pois ajudam a tornar o blog melhor para todos! ♥
Maiores informações entre em contato pelo e-mail contatoblogdup@gmail.com.
Muuuuitos beijos pra você e obrigada pela visita! ♥

Adaptado por Tanise Silveira. Blog DUP.. Tecnologia do Blogger.