A Paciência & Eu

20.2.17



Ah, paciência... você nunca foi o meu forte. Nunca foi maior do que minha vontade de falar, de gritar, de chorar... Você nunca foi meu ponto de equilíbrio, nunca me transmitiu paz, nunca me fez ter calma...
Eu sei que as coisas requerem prática, mas isso requer tempo e bem, eu não gosto de esperar.

Nós passamos a vida toda esperando. 
Esperando por um emprego novo.
Um namorado que nos transborde.
Uma renda extra.
Uma festa no fim de semana.
Um amigo novo.
A vida é feita de esperas, de metas, de sonhos e expectativas.
Talvez passamos tempo demais planejando, idealizando o momento perfeito e esquecemos de simplesmente vive-lo.
De nos alegrarmos com o presente, sem ficar contando os dias pra determinada data.
Sofremos por antecipação.
A ansiedade é nossa fiel escudeira. Nos permitimos sermos invadidos por ela e esquecemos de manter a calma e focar no agora.
Como boa geminiana que sou, detesto rotina, ter tudo programado exatamente igual me cansa.
Quero o novo. Todos os dias. E a falta de paciência unida a isso me faz deixar de aproveitar muita coisa.
Eu sei disso.
O problema é que nem sempre conseguimos seguir nossos próprios conselhos né?
É bem mais fácil falar, do que seguir aquilo que dizemos.
Talvez um dia meu coração sofredor aprenda a ter paciência, a ter calma, a não falar a primeira coisa que lhe vem à mente.
Talvez.
Por agora, eu continuo indo, tropeçando, quebrando a cara, fazendo besteira e aprendendo com a vida.

Comente com o Facebook:

Temos 2 comentários :)

  1. Hahahaha me sinto bem assim, eu não nasci com esse dom de ter paciência.
    Ficar esperando dá tédio, por isso eu não espero, vou e faço, e ponto final.
    Beijos

    ResponderExcluir

Sinta-se à vontade para comentar!
Críticas, sugestões e elogios são bem-vindos, pois ajudam a tornar o blog melhor para todos! ♥
Maiores informações entre em contato pelo e-mail contatoblogdup@gmail.com.
Muuuuitos beijos pra você e obrigada pela visita! ♥

Adaptado por Tanise Silveira. Blog DUP.. Tecnologia do Blogger.