#SobreDesign: A indústria da moda e o consumo

3.7.15

Oooooooooi  galerinha! Tudo belezinha? O post de hoje é um pouco diferente e com um assunto um tanto quanto polêmico. A indústria da moda e o consumo gerado por ela. Como estamos cada vez mais extasiados por tamanhas propagandas e produtos nos mais diversos segmentos, o consumo acaba se tornando maior, o problema é que esse consumo pode fazer com que a pessoa compre além da conta. No post de hoje falarei um pouco sobre a indústria e como ela vem agindo. Esse texto fez parte de um trabalho da faculdade. Bora conferir? ♥ 




Sendo responsável por 41% do consumo de bens, a indústria do vestuário é a que mais faz com que as pessoas consumam. Sendo assim, de tamanha importância e significado para a população, fazendo com que muitas coisas girem ao seu redor, como a escolha de tendências de cores, silhuetas e formas, bem como o status individual que a pessoa exerce na sociedade.


A moda, desde seus primórdios, se caracteriza por sua efemeridade, e seu querer ‘’ distinguir’’ as pessoas. O vestuário obedecia a uma hierarquia, onde era delimitado os trajes que cada um poderia usar, e que nunca poderia ser alterado. Com o surgimento da Alta Costura, e coleções sendo lançadas sazonalmente, os estilistas e designers começaram a ditar o que iria ser vestido pelas pessoas. Começou a surgir cada vez mais marcas e empresas que prestam serviços semelhantes, porém com um diferencial: o nome.

Se na Alta Costura, as roupas eram, e ainda são, consumidas pela elite da sociedade, o famoso prêt-à-porter (método de produzir roupas em grande quantidade, sem perder as qualidades das peças) começou a ser consumido pelas demais pessoas. E logo surgiu o fast fashion, o chamado ‘’ modinha’’, onde as roupas são também produzidas em grande escala, mas que não precisam de um planejamento, pois é produzido o que está sendo mais consumido e desejado no momento.


As marcas começaram a desempenhar um importante papel, pois apesar das roupas serem semelhantes, é preciso diferenciação nos detalhes, detalhes como a qualidade da peça e a divulgação da marca. Quanto mais bem elaborada a campanha de divulgação do produto, mais ele é desejado. E é nesse desejo de consumir, de ter o produto que as marcas trabalham. Elas procuram despertar no consumidor o desejo de ter aquele produto, mesmo que este consumidor não o precise, ou mesmo já tenha algo semelhante. As marcas propõem novas maneiras de induzir o consumidor a compra, mostrando os benefícios que aquele produto pode desempenhar.


     Propagandas essas, que muitas vezes não passam de meras propagandas, pois o produto não é tão eficaz e necessário quanto o divulgado. E a cada vez, as marcas propõem outro produto, dizendo ser melhor que o anterior, e como sempre, o consumidor sempre acredita.


As imagens deste post foram retiradas da rede social Tumblr. :) 

Beeeeeeijos! ♥ 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar!
Críticas, sugestões e elogios são bem-vindos, pois ajudam a tornar o blog melhor para todos! ♥
Maiores informações entre em contato pelo e-mail contatoblogdup@gmail.com.
Muuuuitos beijos pra você e obrigada pela visita! ♥

Adaptado por Tanise Silveira. Blog DUP.. Tecnologia do Blogger.