Donna Incinta: História do vestuário gestante!

29.4.15

Oooooooi galerinhaaa! Tudo bem? Post atrasado, eu tento, mas nunca consigo seguir um creonograma aqui pro blog... Socorrinhoooo! hahaha' Bom, hoje venho trazer mais um post da tag Donna Incinta: você conhece a história do vestuário gestante? Como surgiu e porque? Vem cá que eu te conto tuuudo então!!!



    As primeiras roupas feitas para gestantes surgiram devido ao baby boom. Fase que ocorreu após a Segunda Grande Mundial, nos anos 1950, onde depois do caos e o medo que se irradiava, as pessoas decidiram viver intensamente, aproveitando cada instante. Assim, houve um grande número de nascimentos de bebês, e uma fixação para que as mulheres voltassem para suas casas, para que cuidassem de seus filhos e maridos.



‘’ Imagine a situação: você está há tanto tempo lutando contra o inimigo, em países estranhos, que nem se lembra do gosto da comida de casa. Seu dia-a-dia é composto de corpos mutilados e mortos, sangue e poeira. Tudo com o que você sonha é voltar para o conforto do seu lar. A luta termina e você faz parte do grupo vitorioso. É recebido em seu país como herói. O que acontece nove meses depois? Você é pai.’’ (DEURSEN, 2006.)


            As roupas que surgiram serviam para ‘’ disfarçar’’ a gravidez. As mulheres das classes médias, ao verem-se reduzidas ao papel materno, começaram a ficar irritadas, mesmo quando o estado em que se encontravam gerava gentilezas e concessões à sua condição de gestante. O tradicional vestuário de grávida começou a ser recusado, pois elas queriam maior liberdade, não queriam ser tratadas de forma diferente de como eram antes, tendência que se confirmou posteriormente, até o total desaparecimento de trajes específicos da gravidez. Na década de 1990, a exibição da barriga popularizou-se, porém sempre associada a roupas que traduzissem juventude adolescente e um padrão de extravagância típico de mulheres não-grávidas.



            Com a virada do século e o grande avanço da tecnologia esse conceito mudou. As mulheres perceberam os riscos que uma roupa inapropriada pode causar, como as roupas que são muito justas, que dificultam o retorno do sangue venoso, o que coloca a circulação em risco e favorece o surgimento de problemas vasculares na gravidez.

Elas começaram a procurar novamente roupas que a deixassem confortáveis e que ao mesmo tempo fossem atuais. A procura e a falta de resposta foi ficando maior, e as empresas começaram a perceber a falta de roupas e produtos apropriados para gestantes, fazendo surgir diversas marcas para este público.


"Fiquei grávida do meu primeiro filho e tive grandes dificuldades de me vestir bem nesse período, seja por causa do estilo das lojas da época, seja pela modelagem não apropriada e bem feita, sem qualidade e com poucas opções, e como já trabalhava como estilista de moda feminina, tive a ideia de fazer uma nova grife direcionada à gestante. Daí, surgiu a Zazou Moda Gestante, em novembro de 2001", (LOBO, 2010, PORTAL GESTÃO & NEGÓCIOS)


            Hoje, embora ainda precise ser mais explorado, a gestante tem maiores opções de busca para seu vestuário, podendo vestir-se melhor com roupas adequadas a esse momento tão importante. 

Por hoje é isso galerinha!

Todas as imagens contidas neste post foram retiradas do site We♥It.
Beeeeeeijos!! 

Comente com o Facebook:

Temos 4 comentários :)

Sinta-se à vontade para comentar!
Críticas, sugestões e elogios são bem-vindos, pois ajudam a tornar o blog melhor para todos! ♥
Maiores informações entre em contato pelo e-mail contatoblogdup@gmail.com.
Muuuuitos beijos pra você e obrigada pela visita! ♥

Adaptado por Tanise Silveira. Blog DUP.. Tecnologia do Blogger.